Governança no Setor Público

A empresa moderna e a separação entre propriedade e gestão; O problema de agência; O governo da organização; As origens da governança corporativa; Principais modelos de governança corporativa; Estruturas de governança corporativa e sistemas de controle externo e interno;    Risco e gestão da informação; Resultados empíricos das boas práticas de governança; Estrutura de propriedade e estratégia empresarial; Governança corporativa no Brasil; Estrutura e funcionamento dos mercados financeiros e de capitais; O papel dos investidores e demais stakeholders; Organização e dinâmica dos Conselhos; Ambiente regulatório; Modelos teóricos associados à governança; Fusões e aquisições como mecanismos de governança; Cultura empresarial, accountability, ética e responsabilidade sócio-ambiental; Papel da governança corporativa na empresa familiar. Organizações - do mundo velho ao novo normal; Disruptores digitais x Empresas tradicionais; O que são organizações exponenciais; A arquitetura de organizações digitais; Modelos, aceleradores, ways of working, governança digital. 

Informações Básicas

Carga Horária
60 horas
Pré-requisito
Não se aplica

Básica:

DENIS, Diane K. Twenty-five years of corporate governance research...and counting. Review of Financial Economics; v.10, n.3, p.191-212, Winter 2001. 

FERREIRA, V.A.; SILVA, A.L.C. Governança corporativa no Brasil e no mundo. Rio de Janeiro: E- papers, 2002. 

FONTES FILHO, J.R.; PICOLIN, L. M. Governança corporativa em empresas estatais: avanços, propostas e limitações. Revista de Administração Pública, v. 42, n.6, p. 1163-1188, Nov./Dez. 2008. – Disponível em: Em http://www.ebape.fgv.br/academico/asp/dsp_rap_nesta_edicao.asp. 

Complementar:

CARVALHAL, André. Estrutura de controle e valor das empresas brasileiras. In: LEAL, R.P.C.;  

FIANI, Ronaldo. Teoria dos custos de transação. In: KUPFER, David; HASENCLEVER, Lia. Economia industrial: fundamentos teóricos e práticos no Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier, 2002. Cap. 12, p. 267-286. 

FONTES FILHO, J. R. O conceito e a prática de governança corporativa (cap. 2, p.31-47). In: VENTURA, E. C. F.; SOARES, M. M.; FONTES FILHO, J. R. Governança cooperativa: diretrizes e mecanismos para fortalecimento da governança em cooperativas de crédito. Brasília: Banco Central do Brasil, 2009. Disponível em http://www.bcb.gov.br/Pre/microFinancas/coopcar/pdf/livro_governanca_cooperativa_interne t.pdf. 

As manifestações expressas por integrantes dos quadros da Fundação Getulio Vargas, nas quais constem a sua identificação como tais, em artigos e entrevistas publicados nos meios de comunicação em geral, representam exclusivamente as opiniões dos seus autores e não, necessariamente, a posição institucional da FGV. Portaria FGV Nº19 / 2018.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.