Clássicos: Teoria Política

Este curso visa introduzir os alunos nos autores clássicos do pensamento político moderno, como Maquiavel, os teóricos contratualistas da formação do Estado até os autores do século XIX como Stuart Mill, Tocqueville, e Marx. 

Informações Básicas

Carga Horária
60 horas
Pré-requisito
Não se aplica

Básica:

A Utopia. Thomas Morus. Diversas Edições. 

BOBBIO, Norberto. A Teoria das Formas de Governo. 10a Edição.  Brasília: Editora da UnB. 1997. Introdução (33-37). 

CHÂTELET, François.  História das Ideias Políticas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 1985.  

CHAUÍ, Marilena. Introdução à História da Filosofia: dos Pré-Socráticos a Aristóteles. Edição Revista e Ampliada. São Paulo: Companhia das Letras. 2002.  

LOCKE, John. Segundo Tratado sobre o Governo Civil.  

MADISON, James; HAMILTON, Alexander e JAY, John. O Federalista. 

MAQUIAVEL. Comentários sobre a primeira década de Tito Lívio. 5a Edição. Brasília: Editora UnB. 2008.  

Maquiavel. O Príncipe. Diversas edições. 

Mill, John Stuart. Considerações sobre o Governo Representativo.  

MONTESQUIEU. O espírito das leis, livros I-III, V, VIII. 

ROUSSEAU, Jean Jaques. O contrato social. 

Thomas Hobbes – Leviatã – capítulos XVI, XVII, XVIII e XXII. 

TOCQUEVILLE, Aléxis de. A democracia na América. São Paulo: Martins Fontes, 1998

Complementar:

ARENDT, Hannah. “A revisão da tradição em Montesquieu”, in: A promessa da política. Rio de Janeiro: Difel, 2001. 

BOBBIO, Norberto. Direita e Esquerda. 3a Edição. São Paulo: Editora UNESP. 1995. Capítulo   

CHEVALIER, Jean-Jaques. As Grandes Obras Políticas de Maquiavel a Nossos Dias. 5a Edição. Rio de Janeiro: Agir. 1990. Capítulo 1 (17-48). 

Pitkin, Hanna F.. “O Conceito de Representação” [1969], em F. H. Cardoso e C. E. Martins, Política e Sociedade, vol. 2, pp. 8-22. São Paulo: Cia. Ed. Nacional, 1983. 

Platão. A República. Diversas edições. 

WEFFORT, Francisco. Os Clássicos da Política (Volumes I e II). São Paulo: Ática. 1993. 

SARTORI, Giovanni. A Teoria da Democracia Revisitada: Questões Clássicas. São Paulo: Ática. 1993. 

As manifestações expressas por integrantes dos quadros da Fundação Getulio Vargas, nas quais constem a sua identificação como tais, em artigos e entrevistas publicados nos meios de comunicação em geral, representam exclusivamente as opiniões dos seus autores e não, necessariamente, a posição institucional da FGV. Portaria FGV Nº19 / 2018.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.